quinta-feira, 29 de julho de 2010

"Minha vida é andar por esse país, pra ver se um dia descanso feliz" ♪

Pedimos indiretamente pelo amor. Ou gritamos ao mundo que nos mandem a jato. E não recebemos nem um sinal, nem uma ligação de consideração. Nada. A gente se despera, se sente só, bate um frio e nesse momento que toca aquela música deprimente. Eis que tão de repente você escuta seu coração batendo em ritmo de escola de samba que dá aquela paradinha quando escuta o som da voz, ou qualquer ato significativo, daquele que te disse palavras doces e te encantou. Pronto, você se despera de novo. E vem a sua querida da amiga e diz: Mas não era isso que você queria? Era. Mas você não quer que seja platônico, decepção, um lado mudo. Quer calor, quer tudo que sempre teve e que se perpetue. Mas parece que é só mostrar que tá gostando que as coisas vão mudando de figura. Você acha que o outro tá mudando, que nada é como antes e o mundo vai se desmoronando pra você. Se sente perdida e não sabe qual caminho optar. Esconder seu sentimento e guardá-lo na dispensa ou anunciar em alto e bom som? Nem um, nem outro. Vamos evitar o "se eu tivesse feito" e a queda de um penhasco. Mostre, mas aos poucos.Passo a passo. Vai sentindo o chão firme e andando. Até porquê o outro não é idiota pra não perceber nada. Vai dando corda. Ou vocês vão se enrolar juntos ou você vai recolher a corda e deixar a disposição para o próximo que esteja disposto a compartilhar. Vai sem medo.
 

4 comentários:

dinhaf disse...

o que vc falou por ultimo.. é omais dificil...

Ir sem medo!!

Jeff disse...

Ir sem medo exige passos que não são firmes.

São passos em uma corda, de sensações ásperas e por vezes escorregadias. Mas uma aventura, emocionante a cada dia!

Belo texto!!
Acho que já nem precisa de elogio....heuehueheu....voc~e já pode ter a certeza de belas palavras sempre....ou na maioria das vezes...i.i

Maria Luíza. disse...

Quem nunca viveu um amor Platônico?
Para esses tipos de amores, eu queria memso era um coração de plástico. :)

Sua gata...
Você e seus textos.
Impossível não adorar.

Wallace Azione disse...

esse "se eu tivesse feito" é que quebra. Não sei se é pior morrer com a dúvida ou tentar e bater de cara na parede. É complicado, pois já vivi ambas.

Beijão!!