terça-feira, 13 de julho de 2010

Cria e atura.

Ainda não aprendi a parte "tudo acontece na hora que tem que acontecer". Se tivesse, pararia de ficar surpresa diante das situações, ficaria mais esperta e mais preparada para saber responder. Como sentir é melhor que pensar, vou deixando o fator surpresa deliciar minha vida.
Mas sinceramente, me conte, porque me aparecer justamente agora? Quando eu tava disposta a encarar apenas as palavras frias dos meu livros, a escrever sobres meus desânimos, amigos, a vida, a não perder minutos pensando em dois, em você e em como levar essa situação. Não queria ter que me preocupar com algo que já não fosse de meu interesse, de sentir ciúme infatil. Agora eu encaro o espelho vendo se eu estou suficiente boa para mais alguém. E sempre acho que não.Tento agradar e da mesma forma, mostrar que não sou tão dependente de você. A quem eu quero enganar? Se por tantas vezes eu ficava só esperando por você. Que eu escolhi como meu ponto de paz, sem saber se estava disposto para tal função.
Posso tá me precipitanto, me enagando, mas pra mim, entrou em uma guerra lute até o fim. Dê o melhor de si, use suas melhores armas, se entregue. O que pode acontecer, é no final você morrer, mas como se trata de um jogo, você pode começar depois tudo de novo.
Não tem graça, nem gosto algum, se não for intenso, se não for de verdade, se não for.
Eu vou me arriscando, perdendo algumas vidas, ganhando pontos, passando de fases, sem me permitir não deixar de tentar. Porque só alcança, quem espera e luta.

Se você sente que vale a pena, vai deixar o vento levar de você?

4 comentários:

Maria Luíza. disse...

Mais uma vez te digo, você andou vasculhando meu ego, andou vasculhando o que ando sentindo aqui dentro.

Gabby, que texto lindo, você que tá mais um menos dentro da situação, sabe perfeitamente quando digo que me vi ai nessas linhas.
E pra te tranquilizar, peço teu e-mail.
Quero te contar uma coisa.
Estou tomando as providências. Por aqui não dá pra te falar direito, por isso te peço o e-mail.
beijo grande.

dinhaf disse...

Nunca saberemos o fim, senão arriscarmos no começo...

o fim pode ser previsivel.. mas tambem tem a possibilidade.. de ser completamente diferente..

existe um risco quando se sabe das coisas, mas tbm existe um risco quando não se sabe!1

Soninho disse...

*.*

Deoses,
Que texto lindo demais!!!
Tá muito bom, adorei....até arrepiei....*.*

G-zuis!!

Parabéns!!

Anônimo disse...

eu achei tão lindo e tão apropriado que tive que roubar e postar no meu fotolog...voce escreveu exatamente o que eu tou sentindo...só não conseguia explicar.

obrigada!

*:beijos


Nih;