quarta-feira, 28 de julho de 2010

Composição

Por mais que queira, não sei fugir das palavras. Elas não sossegam enquanto não estiverem expostas.
Elas se unem a todos os meus sentimentos, se reeformulam e montam frases prontas para serem ditas.
Não respeitam meu cansaço, minhas responsabilidades e nem o meu orgulho.
Mas sou fiel a elas, porque no fim são elas que me trazem alguma felicidade. Preciso delas tanto quanto do ar. Elas desenham a minha história, enfeitam, e de alguma forma, me consolam.
Espero que enquanto estiverem aqui, me mudem, me melhorem e me deixem com mais vontade de vida. Sede de fazer o que me é preciso. Mas eu sei, que hoje, só elas já não são suficientes. Necessito das suas. Porquê não sei, talvez saiba, mas elas me confortam e junto com as que já estão em mim ficam grandes e coloridas. Formam uma prece que me deixa em paz. Peço-lhe não retire as de mim. Nenhuma vírgula. Deixam elas se embolando nas minhas e criando um enredo bonito. Elas me fazem ter um ritmo perfeito que a vida pede.
Eu preciso querer e você faz eu ter desejo de tudo.
Então venha, deixa a doçura escapulir de você, sente e fique.Enquanto puder me manter viva e o que eu disser formar uma música.


4 comentários:

Maria Luíza. disse...

Menina, que texto em?
Se toda dúvida de plágio te der esse dom maravilhoso de escrever textos lindos, viva nessa dúvida!
Parabéns, minha linda!
Você é show, sabe disso! :*

Wallace Azione disse...

Tirou muita onda mesmo!!
Eu sabia que você não conseguiria ficar muito tempo sem aparecer no mundo Blogger. hehehe

May. disse...

Eu sinto a mesma coisa, mesminha
beijo amor
saudade

Camilla Lourenço disse...

O texto falou comigo, tocou aqui dentro...

Parabéns, seguindo e com certeza irei voltar