sábado, 2 de outubro de 2010

Ratifica ou retifica?

Um coração maior que o dono. Era ele que falava. Falava? Gritava em palavras doces, fortes e renconfortantes. Deixando em todos que encontrava um sinal que ali tinha passado.Causava mudança a cada batida. Acelerado, não parava até ver todos bem, um dos seus maiores objetivos. Gostava da tranquilidade de estar sempre perto do seus amados. Sozinho, jamais. Tinha medo da solidão.
 Tinha o dom de conquistar quem quer que fosse, em um golé de café. Seu encanto transbordava por seus sorrisos. Se perguntares a qualquer um pra dizer uma palavra sobre, certamente será bonita. Difícil lembrar de alguma falha. Existiu? Sim, mas diante da beleza de seus atos foram anulados.
Um conforto tê-lo por perto. Era tudo tão bom que se acostumava com aquilo. Dar valor à tamanha criatura só veio quando esse coração parou. Um minuto de silêncio. E parece que levaram um dos seus maiores bens. E foi. Uma saudade apertando no peito que parece que nos engole. Uma sensação de quê as coisas perderam a graça. Mas aí se para pra pensar, reepensar e vê ele rindo de nós. Porque ele tá tão perto, dentro de cada um. O seu amor nos atigiu e só cresce. Continuamente. Nele estão juntos todos os desejos de caminhar pelo bem, de se doar e de ser melhor a cada dia. Um exemplo. Porque ele foi tão humano e tão genial. Daquele que você queria guardar em um potinho pra ter sempre com você. Veio, sorreteramente e deixou muito. Nessa bela vida, de alguém que certamente está a nos proteger, me baseio pra continuar. Da aí que vem a força. Meu alicerce, meu mestre, meu querido, meu rei avô. Pra sempre aqui vai pulsar. Em paz! 

5 comentários:

JB disse...

Deixo um beijinho solidário. E é uma lindíssima homenagem.

Beijinho

Jeff disse...

Texto bonito!
Será guardado...=)
Paz...

=*

Camilla Lourenço disse...

Que bonito, para sempre no seu coração.

Beijo

Wallace Azione disse...

Um grande Abraço pra você e toda a família...belo texto, esse é o espírito "A chama deve continuar acesa"


Beijão!!!

Anônimo disse...

Ratifico esse singelo texto, mas que em cada palavra traduz o amor que temos pelo nosso avô. Com certeza ele está nos vendo e protegendo. Agora, cabe à nós fazer o que ele sempre buscou. Que é a união da família. Agora ele pôde descansar em paz, depois de trabalhar muito para dar todo o conforto à sua família. Mas fica, sem sombra de dúvidas, o exemplo de avô/pai que sempre quis o bem de todos.