terça-feira, 21 de setembro de 2010

Respeite o sinal


Mulheres. Bichos sonhadores. Que não se cansam nunca da busca do príncipe. Brega, mas é assim. Ou não é? E nessa caçada o que aparecem de sapos não tá nos gibis. No começo, a gente sempre acha que ele são lindos, tudo aquilo que sempre quisemos. Mas eles se disfarçam, garotas. Vamos ficar mais atentas?
 Nem todos são bacanas. Enquanto tentam nos conquistar, sim. Depois que vê que caimos na isca puxam a linha e "tchau, i have to go now." Pronto! Tá feito a desordem nas nossas vidas. Desfaz os planos, os sentimentos, chora, se desepera, sente-se um nada, se enche de chocolates, de bebidas e mais lágrimas. Isso acontece com você? Aconteceu com a sua mãe, com  a sua tia, amiga, vizinha... Não tá sozinha nessa. Vai saber porque algumas pessoas tem mania de sair machucando as outras. O problema é sair disso achando que você é errada de tudo e cria sérios impecilhos. Acaba-se trancado em si e demora a até tudo voltar ao normal.
Já disse e repito, não existe fórmulas pra se viver, vai se enfrentando a vida, dando melhor e pronto. Pra tentar amenizar todos os sofrimentos, é uma questão de saber se controlar e largar essa mania de fantasiar os defeitos alheios. O ser humano erra, encare isso. E não fique arranjando desculpas para as falhas do outro. Pega isso põe na balança e vê se continua sendo "vantajoso" continuar a relação. Se ainda não for sufciente pra você coloque o resultado com os seus valores. Reavalie. E não caia na onda da sua carência, ou qualquer outro fator como queira chamar. Pense em você, antes de tudo.
Não merecemos qualquer coisa. Como ninguém foi feito pra receber o resto que alguém tá "afim" de dar. Presos ao "metade da laranja" temos parar com essa ideia e ver que só duas pessoas inteiras se completam.
Nem você e muito menos eu iremos, mesmo depois de ler e reeler esse texto, sair daqui sabendo gostar sem levar uma pancada depois. Mas a altura dos tombos vai diminuir. Saber se entregar é uma arte. Pomos tudo em uma bandeja sempre damos ao outro para tomar conta. Sem ter conhecimento se está disponível e se tem competência para tal.
Controle-se e com calma, seguindo seus instintos. Você veio pra vida pra aprender. Sem manual, sem escola, sem qualquer instrução. Apenas dois guias que se contrapesam : coração e cerébro. 


6 comentários:

Maria Luíza. disse...

Quem nunca sofreu uma ilusão amorosa?
Amor que só passou de platônico, nunca foi real..
Perdi as contas, babe..
Adorei.
Adoro textos assim, e vindo de vc, é que adoro mesmo.
Ai que saudade..

Wallace Azione disse...

Gabby...se cair..a gente se levanta denovo...e quantas vezes for necessário. Ilusões amorosas são apenas testes para algo maior.
Beijo Grande.

Jeff disse...

Sabe, as mães deveriam parar de contar historias de princesas para as moças. As ilusões dão asas e a realidade aplicam tombos!

Fixem raizes, o solo é seguro! xD

A frase duas laranjas inteiras é que se completam foi dita pela minha professora! vc ta fazendo psi tbm? rsrsr

bj

bruna disse...

Sempre um pé atrás hã? UHASHSA não dá pra ter tanto medo assim menina =)
Vou seguir aqui, beijos

bruna disse...

Bá pior que nem penso em livro, ou não pensava UIHASHAS
tanta gente encorajando haha
Beijos

Paula Figueiredo disse...

Querida Gabi!
Muito bom conhecer seu espaço! Amei! Interessantes suas colocações... Penso que quando a gente busca fora a satisfação do que está dentro a gente consegue o que a gente queria (quem procura, acha) e acaba pensando que nao era bem aquilo que a gente queria... Mas tudo se aprende vivendo! Vamos seguir e continuar a crer na vida! ;)