sábado, 22 de setembro de 2012

Com sua licença.

Peço licença para voltar. Tirar essa poeira que ficou depois de 6 meses sem aparecer. Aquela antiga necessidade de escrever, de pôr pra fora o que estava aqui retido retornou.
O último mês tem me feito refletir demais sobre meus atos, o destino que quero dar pra minha vida, o cuidado que tenho que ter comigo, com meus pensamentos e aprender de uma vez que em nada, em circunstância alguma eu posso perder a fé.
A gente erra. Todo santo dia. Alguns erros nos acompanham, incomodam, doem, mas chegou a hora de não se deixar remoer mais por eles. Parado não dá pra ficar, ignorar e achar que acabou é ilusão. Encarar e saber que pra tudo há solução.
Sentir medo, é normal. Não se envergonhe de pedir ajuda, pois não estais sozinho nessa. Acredito que pra todo novo problema você ganha um novo alicerce pra não desmoronar em um vento mais forte. Ganhei vários alicerces e em proporção maiores ao problemas. Não devo agradecer?
Bate desânimo, vontade de desistir de tudo, mesmo após saber que não adianta, que precisa continuar. De uma hora pra outra acha que não é capaz, que a qualquer momento vai tá sozinha outra vez, que acaba incomodando com seus problemas, que não serão capaz de suportar essa com você...acha demais, faz de menos. Apertar o "STOP" toda vez que esses pensamentos voltarem. Ser fortaleza.
Crer que não fomos feito para o sofrimento e que sim, estamos aqui para ser feliz, me faz tirar forças pra seguir, sempre que tudo me faz querer o contrário. Me faz ter força querer está melhor para o meu próximo, saber que tem alguém querendo me ver bem, saber que tem quem me valorize, saber que meu sorriso vale mais que lágrimas de desespero, que sou importante, todos carinhos, as palavras de ânimo, os acalentos, o abraço a me esperar, as ligações com risos e ternura, as piadas sem graças quando você se acha perdida e precisa de um "Pare JÁ com essas besteiras!".
Não estamos desamparados,  não somos menos que ninguém, merecemos sempre o melhor e que nos permitamos sair das emboscadas que nos metemos, pois está tudo a nosso favor e só nós vamos ficar contra nós mesmo? Acredite em si e reme. Reme junto com que tá contigo e vá. Se precisa pare para aliviar ou abastecer-se. Siga, você pode e deve.

3 comentários:

Jeff disse...

Você tem a licença, o alvará, o recibo, as notas fiscais tudo o que quiser pra voltar a pensar, a sentir, a bater em escritos!

Anônimo disse...

Muito bom ver vc escrevendo de novo...e melhor ainda ver essa força em continuar remando.É isso que temos que pensar...em continuar...em continuar,uma hora vai dar certo...vamos chegar!!!Bjo sua linda

Monique

Daíse disse...

Olá!!!!
Gostei de tudo o que vi aqui: textos, imagens... Aliás, você escreve muito bem!
Voltarei sempre!!!
Beijinhos!!!!