domingo, 9 de janeiro de 2011



Tentando ir, me desprender e você com toda sutileza me puxa pela mão novamente. E ficamos em um jogo de empurra-empurra. Até quando? E para quê isso, afinal?
Mesmo que a gente tente se perder e ficar o mais distante possível estamos ali juntos de novo. Estranha ligação.
Sinceramente não vejo o fim disso e nem sei mais o que quero. Ou vamos quebrar a cara, ou vai ficar tudo na mesma, ou vai alguma coisa boa acontecer.
Infelizmente ou não, ainda tô pagando pra ver.

6 comentários:

Maria Luíza. disse...

E é só eu que sei falar de amor, hein?
Por mais eles sejam resolvidos ou não, há pedaços e dedos de amores.

Coisa fofa, tava com saudade daqui!

dinhaf disse...

O que eu andava fazendo que eu não estava vindo aki...
poxa os últimos textos perfeitos como sempre..

fica chato já eu vim aki dizer que vc escreve quilo q eu sinto.. e que seus textos transmitem algumas coisas que eu mesmo as vezes não tinha entendido, não tinha notado...

mas esse agora me pegou de jeitoo!
- eu tbm to pagando pra ver 0//

bjooooooooo liinda meu achado!
*_*

Sirocco disse...

Eu sou uma pessoa doce... à vezes agridoce e bem picante, mas no fundo, no fundo, sabes que eu sou doce! E eu SOU uma situação clara, um livro aberto, mas que só as pessoas certas conseguem ler e sou claro só para quem é iluminado, para quem tem luz própria, assim como você, eu te amo e não vou deixar que fiques só, não mesmo! ;D Te amo, minha linda!

Jeff disse...

Não sei o que se passa!!
Não sinto o que se passa, mas acho que pássaros devem voar quando decidem!!
Abraços Gabby!!

MAILSON FURTADO disse...

Belo blog!

Belo post!

Gostei muito, parabéns! Voltarei aqui mais vezes!

Convidaria vc a conhecer meu trabalho (poesia, musica, teatro)

Ficaria Feliz demais!!! http://mailsonfurtado.com

Devaneios permanentes disse...

Muito bom! Eu estava assim...
Enfim, passarei sempre aqui!